Quando eternizei meu querido avô na história


Na postagem que escrevi falando a respeito do pai do Yoshiro, mencionei sobre o tal Moreira - o avô de Yoshitomo Katsura e seu Mestre. Que por não ser japonês, passou por perseguição da família até o fim de seus dias - como é mostrado no capítulo 7 da série principal, na qual, podemos entender em poucas páginas o que o personagem passa. É neste capítulo também que temos o real motivo do porque Yoshiro e seu pai possuem cabelos loiros, o que não é muito natural entre os Katsuras.

Muitas famílias kansarianas possuem suas próprias tradições. Por exemplo, a família (que também é japonesa) Kazuki, é formada por sua maioria, de pessoas ruivas e não chegam a ser "tão fanáticos" (digamos assim) se um membro é da nacionalidade japonesa ou não. O grande problema é que desde sua fundação, nunca tinha havido alguém da família Katsura que não fosse do Japão e quebrar essa "tradição" (digamos assim) irritou muita gente, tendo que suportar um enorme preconceito.

Essa postagem não veio para falar mais do personagem em si, mas sim, sua inspiração. Moreira na verdade é uma homenagem ao meu avô, cujo perdi alguns anos atrás. O sobrenome na qual ele é chamado e reconhecido pelos Katsuras na história, realmente é o sobrenome do "meu velho". Cujo a última lembrança que tinha dele quando estava vivo, foi quando o mesmo foi querer me dar dinheiro "pro lanche" quando eu fazia curso de desenho (na ocasião, eu não quis mas aceitei a ajuda por causa do meu tio). Eu entendi que aquilo era a forma que ele encontrou para me incentivar, mesmo não precisando

Infelizmente, ele não pode ver o Yoshiro ser publicado em 2021 e nem mesmo, o site e a HQ.


Quem o conheceu de verdade, vai reparar a sua semelhança com o personagem! Essa na verdade, foi uma maneira que eu encontrei para eterniza-lo. 

Realmente, meu querido avô antes de morrer perdeu uma filha e se sentia mal por não ter condições de salva-la, entrando em estado de tristeza cujo acredito ser o estopim para a sua piora e óbito. (Veem alguma semelhança com a morte de sua filha apresentada no mesmo capítulo?) Mas falo de antemão que a Ryoko não foi a inspiração para essa minha tia que perdi. Ela é outro personagem que quando houver oportunidade, falarei mais a respeito aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário